Terça feira - IV Sem. do Saltério | 16ª Sem. do TP Comum

LAUDES


V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.

R. Socorrei-me sem demora.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.

Como era no princípio, agora e sempre. Amém!

Hino

Da luz Criador,
vós mesmo sois luz
e dia sem fim.
Vós nunca da noite
provastes as trevas:
Só Deus é assim.

A noite já foge
e o dia enfraquece
dos astros a luz.
A estrela da aurora,
surgindo formosa,
no céu já reluz.

Os leitos deixando,
a vós damos graças
com muita alegria,
porque novamente,
por vossa bondade,
o sol traz o dia.

Ó Santo, pedimos
que os laços do Espírito
nos prendam a vós,
e, assim, não ouçamos
as vozes da carne
que clamam em nós.

Às almas não fira
a flecha da ira
que traz divisões.
Livrai vossos filhos
da própria malícia
dos seus corações.

Que firmes na mente
e castos no corpo,
de espírito fiel,
sigamos a Cristo,
Caminho e Verdade,
doçura do céu.

O Pai piedoso
nos ouça, bondoso,
e o Filho também.
No laço do Espírito
unidos, dominam
os tempos. Amém.

Amém.

Salmodia

 

Ant. 1 Cantarei os meus hinos a vós,
ó Senhor; desejo trilhar o

caminho do bem.

Salmo 100(101)

Propósitos de um rei justo
Se me amais, guardai os meus
mandamentos (Jo 14,15).

–1 Eu quero cantar o amor e a justiça, *
cantar os meus hinos a vós, ó Senhor!
–2 Desejo trilhar o caminho do bem, *
mas quando vireis até mim, ó Senhor?

– Viverei na pureza do meu coração, *
no meio de toda a minha família.
–3 Diante dos olhos eu nunca terei *
qualquer coisa má, injustiça ou pecado.

– Detesto o crime de quem vos renega; *
que não me atraia de modo nenhum!
–4 Bem longe de mim, corações depravados, *
nem nome eu conheço de quem é malvado.

–5 Farei que se cale diante de mim *
quem é falso e às ocultas difama seu próximo;
– o coração orgulhoso, o olhar arrogante *
não vou suportar e não quero nem ver.

–6 Aos fiéis desta terra eu volto meus olhos; *
que eles estejam bem perto de mim!
– Aquele que vive fazendo o bem *
será meu ministro, será meu amigo.

–7 Na minha morada não pode habitar *
o homem perverso e aquele que engana;
– aquele que mente e que faz injustiça *
perante meus olhos não pode ficar.

–8 Em cada manhã haverei de acabar *
com todos os ímpios que vivem na terra;
– farei suprimir da cidade de Deus *
a todos aqueles que fazem o mal.

 

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.

Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

 

Ant. Cantarei os meus hinos a vós,
ó Senhor; desejo trilhar o

caminho do bem.

Ant.2  Senhor Deus, não nos

tireis vosso favor!

Cântico Dn 3,26.27.29.34-41

Oração de Azarias na fornalha
Arrependei-vos e convertei-vos,
para que vossos pecados
sejam perdoados! (At 3,19).

–26 Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais. *
Louvor e glória ao vosso nome para sempre!
–27 Porque em tudo o que fizestes vós sois justo, *
reto no agir e no julgar sois verdadeiro.

–29 Sim, pecamos afastando-nos de vós, *
agimos mal em tudo aquilo que fizemos.
–34 Não nos deixeis eternamente, vos pedimos, *
por vosso nome: não rompais vossa Aliança!

=35 Senhor Deus, não nos tireis vosso favor, †
por Abraão, o vosso amigo, por Isaac, *
o vosso servo, e por Jacó, o vosso santo!
=36 Pois a eles prometestes descendência †
numerosa como os astros que há nos céus, *
incontável como a areia que há nas praias.

=37 Eis, Senhor, mais reduzidos nós estamos †
do que todas as nações que nos rodeiam; *
por nossos crimes nos humilham em toda a terra!
–38 Já não temos mais nem chefe nem profeta; *
não há mais nem oblações nem holocaustos,

– não há lugar de oferecer-vos as primícias, *
que nos façam alcançar misericórdia!
=39 Mas aceitai o nosso espírito abatido, †
e recebei o nosso ânimo contrito *
40 como holocaustos de cordeiros e de touros.

= Assim, hoje, nossa oferta vos agrade, †
pois não serão, de modo algum, envergonhados*
os que põem a esperança em vós, Senhor!
–41 De coração vos seguiremos desde agora, *
com respeito procurando a vossa face!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.

Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Senhor Deus, não nos

tireis vosso favor!

Ant.3 Um canto novo,
meu Deus, vou cantar-vos.

 

Salmo 143(144),1-10

Oração pela vitória e pela paz
Tudo posso naquele que
me dá força (Fl 4,13)

 

=1 Bendito seja o Senhor, meu rochedo, †
que adestrou minhas mãos para a luta, *
e os meus dedos treinou para a guerra!

–2 Ele é meu amor, meu refúgio, *
libertador, fortaleza e abrigo;
– é meu escudo: é nele que espero, *
ele submete as nações a meus pés.

=3 Que é o homem, Senhor, para vós? †
Por que dele cuidais tanto assim, *
e no filho do homem pensais?
–4 Como o sopro de vento é o homem, *
os seus dias são sombra que passa.

–5 Inclinai vossos céus e descei, *
tocai os montes, que eles fumeguem.
–6 Fulminai o inimigo com raios, *
lançai flechas, Senhor, dispersai-o!

=7 Lá do alto estendei vossa mão, †
retirai-me do abismo das águas, *
e salvai-me da mão dos estranhos;
–8 sua boca só tem falsidade, *
sua mão jura falso e engana.

–9 Um canto novo, meu Deus, vou cantar-vos, *
nas dez cordas da harpa louvar-vos,
–10 a vós que dais a vitória aos reis *
e salvais vosso servo Davi.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.

Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

 

Ant. Um canto novo,
meu Deus, vou cantar-vos.

Leitura breve Is 55,1


Ó vós todos que estais com sede, vinde às águas; vós que não tendes dinheiro, apressai-vos, vinde e comei, vinde comprar sem dinheiro, tomar vinho e leite, sem nenhuma paga.

Responsório breve


R. Por vosso amor, ó Senhor, ouvi minha voz,
* Confiante eu confio na vossa palavra. R. Por vosso amor.
V. Chego antes que a aurora e clamo a vós. * Confiante.
Glória ao Pai. R. Por vosso amor.

 

 

Leituras do Bienal i

Evangelho (Mt 12,46-50)

Naquele tempo, 46enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele. 47Alguém disse a Jesus: “Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo”.

48Jesus perguntou àquele que tinha falado: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” 49E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: “Eis minha mãe e meus irmãos. 50Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

- Palavra da Salvação

- Graças e Deus!

Cântico evangélico

(Benedictus)

Lc 1,68-79

Ant. Salvai-nos, ó Senhor,
da mão dos inimigos!

O Messias e seu Precursor

 

–68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *

que a seu povo visitou e libertou;

 

–69 e fez surgir um poderoso Salvador *

na casa de Davi, seu servidor,

 

–70 como falara pela boca de seus santos, *

os profetas desde os tempos mais antigos,

 

–71 para salvar-nos do poder dos inimigos *

e da mão de todos quantos nos odeiam.

 

–72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *

recordando a sua santa Aliança

 

–73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, *

de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo,

 

= a ele nós sirvamos sem temor †

75 em santidade e em justiça diante dele, *

enquanto perdurarem nossos dias.

 

=76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †

pois irás andando à frente do Senhor *

para aplainar e preparar os seus caminhos,

 

–77 anunciando ao seu povo a salvação, *

que está na remissão de seus pecados;

 

–78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, *

que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

 

–79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *

e na sombra da morte estão sentados

– e para dirigir os nossos passos, *

guiando-os no caminho da paz.

 

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *

Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant.  Salvai-nos, ó Senhor,

da mão dos inimigos!

PRECES

Concedendo-nos a alegria de louvá-lo nesta manhã, Deus fortalece a nossa esperança; por isso, dirijamos-lhe a nossa oração cheios de confiança:

R. Ouvi-nos, Senhor, para a glória de vosso nome!

Nós vos agradecemos, Deus e
Pai de nosso Salvador Jesus Cristo,
– pelo conhecimento e pela imortalidade
que recebemos por meio dele.

R. Ouvi-nos, Senhor, para a glória de vosso nome!

Concedei-nos a humildade de coração,
– para nos ajudarmos uns aos
outros no amor de Cristo.

R. Ouvi-nos, Senhor, para a glória de vosso nome!

Derramai o Espírito Santo
sobre nós, vossos servos,
– para que seja sincero o
nosso amor fraterno.

R. Ouvi-nos, Senhor, para a glória de vosso nome!

Vós, que confiastes aos seres humanos
a tarefa de governar o mundo,
– concedei que o nosso trabalho
vos dê glória e santifique
os nossos irmãos e irmãs.

R. Ouvi-nos, Senhor, para a glória de vosso nome!

(orações espontâneas)

Pai nosso...

ORAÇÃO

Senhor, aumentai em nós o dom da fé, para que em nossos lábios vosso louvor seja perfeito e produza sempre a abundância de frutos celestes. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. AMÉM!

CONCLUSÃO DA HORA

O Senhor nos abençoe,

nos livre de todo o mal

e nos conduza à vida eterna. 
Amém.

Bendigamos ao Senhor!

Demos graças a Deus.

fVoltar