2ª Semana do Saltério | 14ª Semana do tempo comum

HORA MÉDIA - 15:00h

V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.

R. Socorrei-me sem demora.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.

Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Cumprindo o ciclo tríplice das horas,
louvemos ao Senhor de coração,
cantando em nossos salmos a grandeza
de Deus, que é Uno e Trino em perfeição.

A exemplo de São Pedro, nosso mestre,
guardando do Deus vivo e verdadeiro,
em almas redimidas, o mistério,
sinal de salvação ao mundo inteiro,

também salmodiamos no espírito,
unidos aos apóstolos do Senhor,
e assim serão firmados nossos passos
na força de Jesus, o Salvador.

Louvor ao Pai, autor de toda a vida,
e ao Filho, Verbo Eterno, Sumo Bem,
unidos pelo amor do Santo Espírito,
Deus vivo pelos séculos. Amém.
Salmodia


Salmodia


Ant.1 Nesta terra de exílio guardarei vossos preceitos.

Salmo 118(119),49-56
VII (Zain)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei
A quem iremos, Senhor? Tu tens palavras
de vida eterna (Jo 6,68).

 

–49 Lembrai-vos da promessa ao vosso servo, *
pela qual me cumulastes de esperança!
–50 O que me anima na aflição é a certeza: *
vossa palavra me dá a vida, ó Senhor.

–51 Por mais que me insultem os soberbos, *
eu não me desviarei de vossa lei.
–52 Recordo as leis que vós outrora proferistes, *
e esta lembrança me consola o coração.

–53 Apodera-se de mim a indignação, *
vendo que os ímpios abandonam vossa lei.
–54 As vossas leis são para mim como canções *
que me alegram nesta terra de exílio.

–55 Até de noite eu relembro vosso nome *
e observo a vossa lei, ó meu Senhor!
–56 Quanto a mim, uma só coisa me interessa: *
cumprir vossos preceitos, ó Senhor!


– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.


Ant. Nesta terra de exílio guardarei vossos preceitos.

Ant.2 O Senhor trará de volta os deportados
de seu povo, e exultaremos de alegria.

Salmo 52(53)

A insensatez dos ímpios
Todos pecaram e estão privados da
glória de Deus (Rm 3,23).


–2 Esperando, esperei no Senhor, *
e inclinando-se, ouviu meu clamor.
–3 Retirou-me da cova da morte *
e de um charco de lodo e de lama.

– Colocou os meus pés sobre a rocha, *
devolveu a firmeza a meus passos.
–4 Canto novo ele pôs em meus lábios, *
um poema em louvor ao Senhor.

– Muitos vejam, respeitem, adorem *
e esperem em Deus, confiantes.
=5 É feliz quem a Deus se confia; †
quem não segue os que adoram os ídolos *
e se perdem por falsos caminhos.

–6 Quão imensos, Senhor, vossos feitos! *
Maravilhas fizestes por nós!
– Quem a vós poderá comparar-se *
nos desígnios a nosso respeito?
– Eu quisera, Senhor, publicá-los, *
mas são tantos! Quem pode contá-los?

–7 Sacrifício e oblação não quisestes, *
mas abristes, Senhor, meus ouvidos;
= não pedistes ofertas nem vítimas, †
holocaustos por nossos pecados. *
8 E então eu vos disse: 'Eis que venho!'

= Sobre mim está escrito no livro: †
9 'Com prazer faço a vossa vontade, *
guardo em meu coração vossa lei!'


– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.


Ant. O Senhor trará de volta os deportados
de seu povo, e exultaremos de alegria.

Ant.3 Quem me protege e me ampara é meu Deus,
é o Senhor quem sustenta minha vida.

Salmo 53(54),3-6.8-9

Pedido de auxílio
O profeta reza para escapar,
em nome do Senhor, à maldade de
seus perseguidores (Cassiodoro).

–3 Por vosso nome, salvai-me, Senhor; *
e dai-me a vossa justiça!
–4 Ó meu Deus, atendei minha prece *
e escutai as palavras que eu digo!

=5 Pois contra mim orgulhosos se insurgem, †
e violentos perseguem-me a vida: *
não há lugar para Deus aos seus olhos.
–6 Quem me protege e me ampara é meu Deus; *
é o Senhor quem sustenta minha vida!

–8 Quero ofertar-vos o meu sacrifício *
de coração e com muita alegria;
– quero louvar, ó Senhor, vosso nome, *
quero cantar vosso nome que é bom!
–9 Pois me livrastes de toda a angústia, *
e humilhados vi meus inimigos!


Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.


Ant. Quem me protege e me ampara é
meu Deus, 
é o Senhor quem sustenta minha vida.

Leitura breve 1Cor 12,24b.25-26

Deus, quando formou o corpo, deu maior atenção e cuidado ao que nele é tido como menos honroso, para que não haja divisão no corpo e, assim, os membros zelem igualmente uns pelos outros. Se um membro sofre, todos os membros sofrem com ele; se é honrado, todos os membros se regozijam com ele.

V. Do meio das nações nos congregai
R. Para ao vosso santo nome agradecermos.

Oração

Senhor Deus, que enviastes vosso anjo para mostrar ao centurião Cornélio o caminho da vida, concedei-nos trabalhar com alegria para a salvação da humanidade, a fim de que, unidos todos na vossa Igreja, possamos chegar até vós. Por Cristo, nosso Senhor. Amém!



Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Demos graças a Deus.



 

fVoltar